domingo, 12 de fevereiro de 2012

O que encontraremos em templos religiosos?

A cada dia se torna mais difícil quando o assunto é convicção religiosa, ou filosofia de vida.
Como já ouvi diversas vezes, um ditado popular que se aplica bem a tudo isso: "-De boas intenções o inferno esta cheio."
Nos deparamos com uma realidade que parece ninguém se dar conta. As pessoas estão ávidas por um diálogo. Temos necessidade de falar, de se comunicar, de ser ouvidos. Tomar assento em templos religiosos, ouvir explanações, e sair de lá apenas tendo ouvido não se torna de grande proveito a todas as pessoas. Existe um alimento espiritual que recebemos quando somos ouvidos, compreendidos, e recebemos sábios conselhos.
Contemplar palestras é importante, edificam, mas as palavras do mestre são muito sábias quando ele nos diz: "Nem só de pão viverá o homem".
Creio que a mediunidade, não seja simples faculdade dada apenas a receber um texto com belas palavras, não que isto seja dispensável, mas a mediunidade também é aquela que alivia os sofrimentos da carne, tão presentes em todos nós.
Onde esta a caridade, a fraternidade? Sabemos que devem ser exercidas nos espaços intra muros dos templos, mas e dentro deles, não é necessária?
Qual são teus problemas? Me conte um pouco sobre tua vida, tuas convicções, teus planos, sonhos, ainda estão vivos?
Filosofias, ciências, teologia, etc, tudo isso é vão quando na realidade não serve para nada. De que me adianta ter conhecimentos doutrinários de diversas correntes religiosas? Para assumir uma tribuna e falar, falar e falar, algumas pessoas escutarem e eu me gloriar pelos meus conhecimentos? Será que alguém entendeu algo que falei?
As vezes duvido muito se entre 10 pessoas, uma ouviu e entendeu, pois a grande maioria bocejava, tinha olhar perdido, limpava as unhas, ou olhava fixo os olhos do palestrante e notava em uma espinha em seu rosto.
Pronto, ufa, por hoje chega.
Voltaremos...

Nenhum comentário: