domingo, 26 de fevereiro de 2012

Queremos ser ouvidos

O quanto devemos nos dedicar a ouvir?
Me dedicando a pensar sobre o assunto, e o quanto sofremos pela falta de alguém para conversar, surge a necessidade deste. Conversamos diariamente muito, com muitas pessoas, familiares, esposa, marido filhos, irmãos, mas que tipo de conversas?
Muitas vezes queremos conversar com alguém, que não seja do nosso círculo familiar, e falar de coisas nossas, que acontecem conosco, desabafar, ouvir conselhos de alguém que não seja vinculado diretamente a nossa vida.
Como isso é difícil, as pessoas não querem mais ouvir umas as outras. Quando em algum tempo, tinha essa tarefa na minha vida, muitas pessoas me procuravam na intenção apenas de serem ouvidas, não queriam nem que eu falasse, ou desse algum palpite em seus assuntos.
Somos seres que precisamos ser ouvidos, temos necessidade de nos comunicar, de expor nossas necessidades, medos, dúvidas, e nem sempre podemos colocar isso as pessoas do círculo doméstico, pois ali temos uma conduta a seguir, e pode ser que venhamos a ser rotulados de loucos se souberem de nossos desejos e vontades.
Deus nos deu dois ouvidos, e apenas uma boca, como se diz no popular, para que passemos a ouvir mais, e falar menos.

Nenhum comentário: