Pular para o conteúdo principal

Arqueólogos dizem encontrar tumba onde foi enterrado Jesus

Mas será mesmo? Uma equipe de arqueólogos afirma ter descoberto a verdadeira tumba de Jesus Cristo. Eles estão convencidos de que diversas evidências apontam para a veracidade do que dizem. A mais recente: esta gravura de 2.000 anos ao lado de um antigo local de sepultamento. Obviamente, há quem discorde deles.
Simcha Jacobovici é um diretor canadense de filmes que ganhou três Emmys de Jornalismo Investigativo. Ele e sua equipe de arqueologia acreditam que este é um peixe com uma figura humana dentro, o que de acordo com eles se refere à história do profeta Jonas. De acordo com o Velho Testamento, Jonas foi engolido por uma baleia enviada por Deus para resgatá-lo depois que ele foi lançado ao mar. Jonas então passou três dias e três noites dentro da baleia antes de ser vomitado vivo. Os cristãos acreditam que isto simboliza a crucificação e ressureição de Jesus.
Os pesquisadores também afirmam que o local de sepultamento tem estas outras palavras gravadas em pedra: “Jesus, filho de José”. Os arqueólogos acreditam que as tumbas estão localizadas em uma terra que pertencia a José de Arimateia na época. Também há outra inscrição em gravura que pode ter diversos significados: “Ó Divino Jeová, levantai, levantai”, ou “O Divino Jeová se eleva ao Lugar Sagrado”, ou “O Divino Jeová se levanta de”.
James Tabor, historiador bíblico e chefe do Departamento de Estudos Religiosos na Universidade da Carolina do Norte em Charlotte, EUA, parece acreditar neles. Tabor diz que estas gravuras são bem raras. Apenas 2.000 ossários foram encontrados em Israel até hoje. Destes, apenas 650 têm gravuras e 12 têm epitáfios, e segundo Tabor, nenhum deles se compara aos encontrados por Jacobovici.

Contraponto

No entanto, para muitos outros as alegações são falsas. Mark Goodacre, um professor de estudos religiosos da Duke University (EUA), acredita que o cérebro deles está “cheio de Código Da Vinci”, referindo-se ao romance de mistério escrito por Dan Brown sobre os descendentes de Jesus.
Robert Cargill, professor-assistente de Estudos Clássicos e Religiosos da Universidade de Iowa (EUA), acredita que a história é bobagem, e diz: “nenhum estudioso confiável, exceto os que trabalham com ou para Simcha, neste ou em outro projeto, acredita nas conclusões dele… As evidências não sustentam as alegações sensacionalistas deles. Mas isto não os impede de querer que sejam verdade, então na mente deles, é verdade”.

Esta é a tumba de Jesus?

Então esta é a tumba real de Jesus ou não? As descobertas de Jacobovici serão exibidas em um especial do Discovery Channel chamado The Resurrection Tomb Mystery.
O programa vai exibir imagens do interior da tumba, feitas com um braço robótico especial (imagem acima) que foi introduzido na câmara fechada do local de sepultamento, através de aberturas perfuradas na parte externa.
O melhor a fazer mesmo é assistir o programa e ver com nossos próprios olhos. [Discovery Channel via Smartplanet]

Fonte: www.orbum.org

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens a Yemanjá

Saudações caros irmãos leitores deste espaço.
Comemoramos dia 2 de Fevereiro o dia de Yemanjá, que podemos dizer sem medo de errar que se trata da maior manifestação de fé afro umbandista de ponta a ponta do litoral gaúcho.
Trata-se de uma data onde todos se reúnem para homenagear a grande mãe dos mares, numa legítima manifestação de fé e devoção, onde diversos Umbandistas, Católicos, Espiritualistas e irmãos e irmãs de tantas outras religiosidades se irmanam a beira mar num propósito de agradecimento e pedidos de saúde, paz e felicidade.
A Tenda não ficará de fora destas manifestações, e estaremos realizando dois eventos nestes dias:

O primeiro evento será a inauguração de uma imagem entronada a beira mar pelo irmão e Cacique Fábio Boff, dia 1º de Fevereiro, às 21:00hs, anexo ao antigo quiosque do Marzinho, em frente ao farol de Arroio do Sal.

O segundo será o trabalho próprio da Tenda, com o cruzamento dos médiuns da casa e sessão realizada a beira mar, dia 2 de Fevereiro, às 20:30hs, …

Orixás regentes do ano de 2019

Ao falarmos sobre este assunto cabe esclarecer que existem diversas maneiras de, digamos eleger os Orixás regentes do ano, e cada escola ou religião faz a sua maneira, seguindo a sua tradição. Fato que também temos a nossa.
Aqui no Rio Grande do Sul existe a tradição herdada do Batuque Gaúcho de eleger o Orixá que estará regendo o ano através do dia da semana em que cai o dia 1º de Janeiro. Então, 2019 temos o dia 1/1 em uma Terça feira, dia de Xangô, então o regente de 2019 será xangô.
Nós da Tenda de Umbanda Xangô 7 Raios preferimos adotar mais alguns critérios para fazer uma análise mais profunda, como regências astrológicas, além é claro de consultas aos oráculos.
Fato é que temos o ano de 2019  sob a regência do planeta Marte. Este planeta é regido pelo Orixá Ogum. Temos portanto também a participação deste Orixá no ano.
Em resumo então temos: Um ano onde Ogum estará regendo ao lado de Xangô. Sabemos que mais alguns Orixás satélites estarão próximos, mas como soberanos temos este…

Como Espiritualizar-se? – Dica de Chico Xavier

Existe uma crença precipitada de que espiritualizar-se é o desapego total às questões materiais da vida. Esse conceito errôneo pode se dar pelo fato de que o ser humano ainda dê tanta importância aos bens físicos e materiais que isola em um extremo o sua espiritualidade.
No livro Plantão de Respostas Pinga Fogo Volume II, no qual reúne às questões abordados no programa Pinga Fogo, da extinta TV Tupi, foi retirada a seguinte pergunta:

Por que vivemos cada vez mais pensando apenas nas coisas materiais e pouquíssimo nas espirituais?
Respeitando as imperfeições ainda presentes nos espíritos em provas e expiações, é importante analisarmos a resposta de Chico para iniciarmos ou darmos continuidade no processo de espiritualização. Chico responde assim:

“O homem atual vive deslumbrado com os bens materiais, que são colocados à sua disposição pela tecnologia que avança a cada dia através de uma propaganda que insiste em colocá-lo como caminho da felicidade. Porém, quando os adquirimos não compr…