sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Umbanda, religião Cristã?

Basta uma rápida pesquisa na internet para ver que este ainda é um tema polêmico entre adeptos da Umbanda. Ainda existe também controvérsias entre os sábios desta religião. Mas seguindo apenas alguns pontos básicos, sem muito conhecimento sobre a Umbanda, é possível chegar a algumas conclusões.
Antes de qualquer coisa, torna-se necessário definir o que seria cristianismo, para então denominar uma religião como cristã. Para alguns, cristianismo é seguir os preceitos Bíblicos, tanto do velho como do novo testamento, como  praticado pelas Igrejas Protestantes, sendo que se considerasse esta teoria como verdadeira, não poderíamos considerar a Umbanda uma religião cristã.
Ouve-se também que cristianismo são as práticas da Igreja Católica Apostólica Romana, a única e verdadeira igreja de Jesus Cristo segundo outros. Se tomássemos como verdadeira esta afirmação, não encontraríamos a Umbanda inserida neste contexto.
Mas então, como resolver este problema? Sendo que Jesus Cristo não deixou nada escrito de próprio punho, não fundou nenhuma seita, nem religião, culto, possuímos apenas os relatos daqueles que foram mais próximos dele, ou que conviveram com o mestre, baseados nisto, que é a fonte mais segura que temos para tomar uma decisão sobre o assunto, arriscamos a dizer: Sim, a Umbanda é uma religião cristã.
Segundo o que temos nos quatro evangelhos canônicos, podemos enquadrar a Umbanda no rol das religiões cristãs, pois segundo o próprio mestre em Mateus 22,34 a 40, nos disse:


 Os fariseus, quando souberam, que ele fizera emudecer os saduceus, reuniram-se todos;
 e um deles, doutor da lei, para o experimentar, interrogou- o, dizendo:
 Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
 Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento.
 Este é o grande e primeiro mandamento.
 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
 Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.

Prosseguiu o mestre Jesus em Marcos 12, 28 a 34:


 Aproximou-se dele um dos escribas que os ouvira discutir e, percebendo que lhes havia respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos?
 Respondeu Jesus: O primeiro é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.
 Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças.
 E o segundo é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses.
 Ao que lhe disse o escriba: Muito bem, Mestre; com verdade disseste que ele é um, e fora dele não há outro;
 e que amá-lo de todo o coração, de todo o entendimento e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios.
 E Jesus, vendo que havia respondido sabiamente, disse-lhe: Não estás longe do reino de Deus. E ninguém ousava mais interrogá-lo.

A Umbanda, segundo as diretrizes do Caboclo das Sete Encruzilhadas cumpre os ensinos do mestre Jesus, pois prega o amor ao próximo, e a adoração a um Deus único, denominado na Umbanda também de Olorum ou Zambi, mas não passam de nomes atribuídos ao mesmo Senhor. Procurando nas escrituras do novo testamento -pois o velho testamento não tem ligações com Jesus, salvo as profecias que o anunciavam- não encontramos preceitos prescritos por Jesus para que venhamos a ser denominados cristãos, a não ser seguir os seus mandamentos, que como citados anteriormente, são satisfeitos também na Umbanda.
Não encontramos também alguma igreja ou denominação fundada por Jesus Cristo, que venha a ser a "sua" igreja.
Portanto, voltamos a afirmar: Umbanda é Cristã.


Nenhum comentário: