Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

O Evangelho Segundo o Espiritismo

No dia 29 de abril de 1864 foi lançada a primeira edição do livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” e em 2014 são comemorado os 150 anos do lançamento, dessa obra que constitui a explicação das máximas morais do Cristo, segundo as luzes espíritas e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida. Nele se encontra a verdadeira doutrina ensinada pelo Cristo.

Com vinte e oito capítulos explicados de forma racional porque fé inabalável só o é a que pode encarar frente a frente a razão, em todas as épocas da Humanidade. O Evangelho segundo o Espiritismo corporifica no mundo a palavra imperecível de Jesus.

Allan Kardec associou o Cristianismo ao Espiritismo, extraindo dos ensinamentos de Jesus, a moral cristã que constitui esclarecimentos sobre o bem e o mal, as causas anteriores e atuais das aflições, assim como informações que revelam a necessidade da transformação espiritual do ser pela prece, caridade e ação no bem.

Este livro foi publicado, inicialmente, com o título de “Imitação do …

23 de Abril, dia de OGUM

Divindade masculina ioruba, figura que se repete em todas as formas mais conhecidas da mitologia universal. Ogum é o arquétipo do guerreiro. Bastante cultuado no Brasil, especialmente por ser associado à luta, à conquista, é a figura do astral que, depois de Exu, está mais próxima dos seres humanos. É sincretizado com São Jorge ou com Santo Antônio, tradicionais guerreiros dos mitos católicos, também lutadores, destemidos e cheios de iniciativa.
A relação de Ogum com os militares tanto vem do sincretismo realizado com São Jorge, sempre associado às forças armadas, como da sua figura de comandante supremo ioruba.
É orixá das contendas, deus da guerra. Seu nome, traduzido para o português, significa luta, batalha, briga. É filho de Iemanjá e irmão mais velho de Exu e Oxossi. Por este último nutre um enorme sentimento, um amor de irmão verdadeiro, na verdade foi Ogum quem deu as armas de caça à Oxossi. O sangue que corre no nosso corpo é regido por Ogum. Considerado como um orixá impiedoso…

Sabedoria de Preto-Velho

Cativeiro. Palavra difícil, essa. Muitas vezes meus filhos julgam que o cativeiro é somente aquele em que os homens, geralmente os brancos, subjugavam negros e a eles impingiam toda sorte de sofrimento, de acordo com o mando do senhor dos escravos. Quanto engano. Há tantas formas de cativeiro… O jugo que o homem impõe sobre o outro, tentando oprimir as consciências, espalhando a infelicidade dentro dos corações. O cativeiro das ideias, quando o ser se faz escravo de certos pensamentos, já ultrapassados, ou mesmo das próprias ideias, que nem sempre dignificam quem está com a razão. Existe a escravidão de um povo, de uma raça, de uma comunidade, de uma família ou de um indivíduo, quando se recusa a seguir o progresso da vida e estaciona no tempo. Mas há também a escravidão daqueles que se julgam sábios, que repetem coisas belas filosofias copiadas de outros e que são incapazes de realizar algo em benefício próprio, como a transformação íntima de suas tendências, seus costumes e ideias, …

Vício em drogas e Perigos do exercício mediúnico

(Temas da Atualidade e Intemporais 03.) Delano Mothé, em diálogo (*) com o
Espírito Eugênia (Médium: Benjamin Teixeira) Assunto da Atualidade: (Delano Mothé) – Como entender a compulsão extrema, no consumo de drogas e vícios diversos, a ponto de provocar a própria ou a morte de terceiros, como no caso do casal sul-coreano, viciado em games, que deixou sua filha de três meses morrer de fome? (Espírito Eugênia) – Vemos, no exemplo relatado, a que extremos chegamos, como civilização ocidental (exacerbadamente voltada a necessidades e práticas externas, com pobreza gritante de valores íntimos), no que concerne ao vazio existencial ora existente, em massa, nos corações humanos, pela falta de Deus e da Espiritualidade, uma necessidade inata nas humanas criaturas, que somente pode ser satisfeita por meio da fé, e da fé vivenciada em caráter de “realismo psicológico” – digamos assim –, ou seja: não uma fé aprendida, dogmática ou crida tão-só, e sim vivida “em espírito e verdade”, como Nosso Senho…

A Psicologia e a Umbanda

Por Gero Maita
Por que na Umbanda não tem um trabalho de preparo íntimo para os médiuns, porque os dirigentes simplesmente desenvolvem os médiuns e não preparam seus íntimos.

Penso que os dirigentes deveriam desenvolver um trabalho de desenvolvimento interior dos médiuns, com raras exceções, a maioria dos terreiros não há uma preocupação em desenvolver um trabalho específico para a melhoria do íntimo dos médiuns. Mas ao refletir sobre o assunto percebi que este trabalho é realizado de forma silenciosa pelos guias espirituais.
A reforma íntima do médium acontece na incorporação e nos contatos com os guias. A possibilidade de trabalhar várias linhas diferentes, permite ao médium a possibilidade de incorporar à personalidade o princípio do arquétipo que rege a linha.
Assim ao incorporar um preto velho ou preta velha, o médium vai desenvolvendo em si a paciência, a bondade, o carinho, a empatia, o amor, a compreensão ao outro. Se estas características já eram uma tônica no seu ser, então apri…

Páscoa também pode ser comemorada pelos Espíritas?

Todos os anos comemoramos uma festa religiosa, na qual os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação: A Páscoa.   A Páscoa, que é Pesach, em hebraico, significa “passagem”.  Ela foi criada antes do nascimento de Jesus,  há mais de 3.500 anos, no Egito.   Deus, através de Moisés, a instituiu para que os hebreus sempre se lembrassem de que, na última praga de Deus sobre o Faraó e seu povo, por desobedecerem a Deus, o povo israelita, que era escravo do Faraó, foi livre da “passagem” do Anjo de Deus pelo sangue do cordeiro imolado passado na soleira das portas das casas dos israelitas. Sendo assim, eles celebram a Páscoa exatamente no dia anterior à saída deles do Egito, com uma ceia que tem elementos simbólicos do livramento deles. Depois da vinda de Jesus Cristo, a Páscoa hebraica se transformou, para os cristãos, na Páscoa cristã, o cumprimento da profecia da 1a. Páscoa – salvação da passagem da morte eterna pelo sacrifício do Cordeiro de Deus, Je…

Quais os reais benefícios de ir a uma Tenda tomar um passe?

Pelos questionamentos feitos pelos nossos irmãos, esclarecemos que o simples fato de ir a uma Tenda de Umbanda tomar um passe, traz inúmeros benefícios aquele que assim o faz. Passemos a listar alguns deles:

Quando adentramos um templo umbandista, ao passar pelos limites do portão material, também existe uma espécie de portão espiritual, assim podemos dizer para nos fazer entender. Ali, se aquele que busca ajuda no templo, estiver acompanhado por algum espírito obsessor, este já é recolhido aos domínios dos Exus guardiões da Tenda, e se for do merecimento e da vontade maior que a pessoa fique livre deste, assim já acontece.No rito da defumação realizada já no interior do templo, todas as larvas astrais, miasmas e todas impurezas espirituais que a pessoa possa estar sendo vítima, seja pelo fato da poluição espiritual dos ambientes que frequentamos, acompanhamento de espíritos de baixa vibração, ou vítimas de magias negativas, são imediatamente destruídas.O fato de estar dentro da Tenda …

José Wilker procurou Centro Espírita antes de desencarnar

Meses antes de desencarnar, o ator José Wilker, começou a frequentar um centro espírita no Rio de Janeiro, a causa da mortis foi um infarto fulminante no último sábado (5).

Apesar de parecer uma notícia comum, ela chamou atenção de muitos pelo fato de o ator se autodeclarar ateu durante a vida.

O artista procurou auxílio espiritual para o tratamento de um glaucoma. Ele chegou a operar os dois olhos, mas não obteve os resultados esperados por conta do uso do cigarro.

“Ele iria marcar um novo encontro para definir a data da cirurgia espiritual ainda este mês. Infelizmente, não deu tempo”, disse uma fonte ao jornal “O Dia”.

Para que tudo saísse como planejado desta vez, Wilker estava fazendo um tratamento contra o vício em uma famosa clínica da capital carioca.

Tal é o comportamento de um homem de bem, sigamos a proposta de Santo Agostinho, na questão 919 de O Livro dos Espíritos, na qual nos orienta sobre o autoconhecimento. Podemos traçar um roteiro seguro de autoanálise que repetiremos com…

O USO DOS PONTEIROS NOS RITUAIS DE UMBANDA

Por Diamantino Fernandes Trindade

Todos os tratados de magia fazem referência às pontas de aço como um dos meios mais eficazes de se desenvolver certas cargas ou aglomerações de larvas, maus fluídos e miasmas.
Os antigos iniciados usavam nas suas operações mágicas a espada e as pontas de aço, assim como atualmente se usa os ponteiros (punhal) nos trabalhos da Umbanda, pois a ação das pontas de aço, isto é, da espada e dos ponteiros em certos trabalhos de magia nada mais fazem do que faz um pára-raios em dias de trovoada.
Ponteiro é qualquer instrumento pontiagudo, de aço, punhal, espada ou pequena lança, utilizado em diversos rituais umbandistas. Em função do poder que tem o aço de captar as forças vivas da natureza, inclusive os fenômenos atmosféricos[1], o ponteiro representa a atração das forças espirituais, tal como um imã utilizado como força criadora de energia elétrica.
Quando fincado, ele firma a magia, ou seja, firma o ponto. Sendo o ponteiro imantado, capta as forças necessárias…

Umbral X Transição Planetária

Lugar transitório por onde passam as pessoas que não souberam aproveitar a vida na Terra. Este é o significado dado para o umbral.

Por intermédio da mediunidade de Francisco Cândido Xavier, o espírito André Luiz, na obra “Nosso Lar”, descreve o umbral como sendo uma região de grande perturbação e sofrimento.

Todos nós passamos ou iremos passar pelo umbral?
De acordo com o psicólogo clínico, articulista, palestrante e apresentador do programa Desafios e Soluções, Mario Mas, quando estagiamos na imaturidade é natural que predomine em nós os instintos da maldade e da vingança, portanto estamos sujeitos a estagiar no umbral.

Na vida espiritual há diversos locais que são habitados por grupos afins, semelhante ao que ocorre na Terra.

Por falar em Terra, muito se observa a respeito da desordem instalada pela violência, agressividade e outros males provocados por espíritos em evolução. Sim. Este é o caos explicado pela transição planetária.“Existe sim relação entre o umbral e a transição planetári…

Chico Xavier – 104 anos de nascimento

Francisco Cândido Xavier, nosso Chico Xavier, nasceu em Pedro Leopoldo, interior de Minas Gerais, no dia 2 de Abril de 1910. Chico Xavier foi um dos mais conhecidos espíritas do Brasil.

Foi educado na fé católica, mas teve seu primeiro contato com a Doutrina Espírita em 1927, quando começou a desenvolver sua mediunidade.

Escreveu mais de quatrocentos livros mas nunca admitiu ser o autor de nenhuma obra, pois insistia reproduzir apenas o que os espíritos ditavam. Nunca aceitou o dinheiro lucrado com a venda de seus livros, doando os direitos autorais para instituições Espíritas. Parnaso de Além-Túmulo, o seu primeiro livro com 256 poemas, foi publicado pela primeira vez em 1932.

A partir dos anos 70 passou a ajudar pessoas necessitadas com o dinheiro que arrecadou com a venda dos livros. O seu nome foi muito conhecido no Brasil, por sua humanidade e assistência ao próximo.

Chico foi um dos nossos exemplos mais marcantes de caridade e amor que pudemos presenciar. Sua obra vai muito além dos…

Uma religião de inclusão

É impressionante o esforço de alguns Umbandistas em tentar de todas as formas "branquear" a Umbanda, buscando de todas as formas negar as influências africanistas na Umbanda. Não lembram que o primeiro rito introduzido na Umbanda de "mesa", lá na época em que o Caboclo das 7 encruzilhadas baixou, e também o Preto-Velho, Pai Antônio, foi o pedido de seu cachimbo, e por extensão deste hábito do Preto-Velho, passou-se a oferecer doces as crianças incorporadas, e quando houve a informação de que os índios tinham o hábito de fumar, começou a se oferecer o charuto aos Caboclos, que foram os primeiros a descobrir as propriedades terapêuticas desta planta(fumo).
Desde que haja moderação e cautela, negar o "pito" ao Preto-Velho ou ao Caboclo seria uma grande maldade. Entretanto deve-se ter sempre em mente que seu uso deve se ater ao rito, evitando abusos e as deturpações que testemunhamos constantemente, que não raras vezes tocando as raias do absurdo e do escândal…