domingo, 25 de maio de 2014

Jogo de búzios na Umbanda

Existe uma afirmação corrente, principalmente aqui no Rio Grande do Sul, que NÃO SE JOGA BUZIOS NA UMBANDA. Esta afirmação parte, principalmente da parte dos praticantes do Batuque, ou dos cultos de Nação. Recorremos aqui as palavras de uma, se não a maior autoridade religiosa da Umbanda, Pai Ronaldo Linares, em seu livro Jogo de Búzios, publicado pela Madras Editora:


Pai Ronaldo Linares

"...os candomblecistas afirmam que a Umbanda não tem fundamento(e qual é o do Candomblé?).
Os candomblecistas afirmam ainda que A UMBANDA NÃO PODE JOGAR BÚZIOS, da mesma forma que proclamam que para se preparar corretamente para a missão mediúnica umbandista é preciso "FAZER CABEÇA" no Candomblé e, finalizando, houve até uma tentativa de negar as raízes africanistas da Umbanda, quando se tenta transformar o vocábulo Bundo, Umbanda, em OMH-BAN-DA, de origem védica sânscrita, transformando um simples culto de terreiro, mestiço como bom brasileiro, em algo hindu ou até mesmo pré-histórico.
...se podem as macumbas e os candomblés coexistirem na Umbanda, os búzios naturalmente também podem.
Entre o bairro carioca de Água Grande e o Mercado de Madureira encontramos oito vezes em placas, ostensivamente afixadas, a expressão "Joga-se Búzios" e, em todas elas, a identificação Tenda de Umbanda. Tentar negar que se jogam búzios na Umbanda é querer tapar o sol com a peneira..."

Nenhum comentário: