Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

26 de Julho, dia de Nanã Buruquê

Dia 26 de julho é o dia que, devido ao sincretismo com Sant’Ana, comemoramos na Umbanda o Orixá Nanã Buruquê. Sei que muitos terreiros pouco cultuam e que alguns pouco conhecem esse orixá, assim, espero que com este texto consigamos nos aproximar dessa que, com tamanha força e expressão, muito pode transformar nosso íntimo. Nanã é a Divindade Suprema que junto com Zambi fez parte da criação, é a mais antiga de todos os Orixás, a mais velha e a mais respeitada. Historiadores afirmam que  Nanã “surge” anterior à Idade do Ferro, provocando uma relação “conturbada” com Ogum. É responsável pelo elemento barro, que deu forma ao primeiro homem e a todos os seres viventes da terra.
Dizem que quando Olorum, o ser Supremo, encarregou Oxalá de fazer o mundo e modelar o ser humano, Oxalá tentou vários caminhos.
Tentou fazer o Homem de ar, como ele. Não deu certo, pois o Homem logo se desvaneceu. Tentou fazer de pau, mas a criatura ficou dura. De pedra, mas ainda a tentativa foi pior. Fez de fogo e o H…

PRECONCEITO COM A MEDIUNIDADE DE "INCORPORAÇÃO" - TRANSE DE POSSESSÃO INDUZIDO

Por Norberto Peixoto.

A umbanda ainda não conseguiu uma organização suficiente para uma unidade mínima de seus rituais e corpo doutrinário. Certo que encontramos muitas expressões ritualizadas diferentes, em conformidade com as consciências simpatizantes que se acercam dos milhares de terreiros existentes. Todavia, os diversos grupos de nossa religião, mantém em comum uma igualdade que podemos afirmar como o “núcleo duro” ou ponto central inquestionável de semelhança na umbanda, que é a chamada mediunidade de “incorporação” ou transes mediúnicos induzidos através de ritos propiciatórios a estados alterados de consciência.
        Infelizmente constatamos que outras confissões religiosas afirmam que isto é dispensável, um atraso e primarismo espiritual.
        A respeito do controverso tema, tenho a dizer que os nossos mais fortes aliados na “luta” para evoluirmos num planeta de provas e expiações são nossos ancestrais, conhecidos e cultuados entre quase todas as civilizações antigas, …

Opinião de Ramatís sobre o sacrifício de animais na umbanda.

"Aos que muito sabem e ambicionam, muito será cobrado"


Qual vossa opinião sobre o sacrifício de animais na umbanda?

A umbanda não recorre aos sacrifícios de animais para assentamentos vibratórios dos orixás nem realiza ritos de iniciação para fortalecer o tônus mediúnico com sangue.
Não tem nessa prática, legítima de outros cultos, um dos seus recursos de oferta às divindades. A fé é o principal fundamento religioso da umbanda, assim como em outras religiões. Suas oferendas se diferenciam das demais por serem isentas de sacrifícios animais, por preconizarem o amor universal e, acima de tudo, o exercício da caridade como reverência e troca energética junto aos orixás e aos seus enviados (os guias espirituais).
É incompatível ceifar uma vida e ao mesmo tempo fazer a caridade, que é a essência do praticar amoroso que norteia a umbanda do Espaço. Toda oferenda deve ser um mecanismo estimulador do respeito e união religiosa com o Divino, e daí com os espíritos da natureza e os animai…

A Umbanda que amo...

Embora o Candomblé seja uma religião respeitável, como todas as religiões, a Umbanda é Umbanda, não é Candomblé. Infelizmente, nessa necessidade de fantasias, muitos dirigentes, que se dizem umbandistas, praticam rituais e atos que são do Candomblé. Acham que “ficam mais fortes”.... Quando se vai acordar para a realidade de que a força é interior e não do exterior, a força é de Deus e não de aparatos externos, a força vem do esclarecimento e não da teatralização?
Ao instituir, em 15 de novembro de 1908, e implantar no Plano físico a religião de Umbanda, o Caboclo das Sete Encruzilhadas deixou claro que estava fundando “uma nova religião cuja base é o Evangelho e o Mentor Maior, o Cristo”. Estamos, portanto, diante da função essencial da verdadeira Umbanda: Evangelizar. Isto significa apontar Jesus como “Caminho, Verdade e Vida” e conduzir os seus adeptos à reforma íntima, mudança de valores, pela extinção da ignorância, da superstição e da crendice, fatores de aprisionamento e estagnaç…

Estudos Avançados - O Brasil com axé: candomblé e umbanda no mercado religioso

Texto de Reginaldo Prandi, que é professor do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo e pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) , com muitos tópicos interessantes. Vale muito a leitura.
Acesse o link :
Estudos Avançados - O Brasil com axé: candomblé e umbanda no mercado religioso

Prodígios dos falsos profetas, preces pagas e sacerdócio renumerado

Tende cuidado para que alguém não vos seduza; - porque muitos virão em meu nome, dizendo: "Eu sou o Cristo", e seduzirão a muitos.
Levantar-se-ão muitos falsos profetas que seduzirão a muitas pessoas; - e porque abundará a iniquidade, a caridade de muitos esfriará. - Mas aquele que perseverar até o fim se salvará.
Então, se alguém vos disser: O Cristo está aqui, ou está ali, não acrediteis absolutamente; -porquanto falsos Cristos e falsos profetas se levantarão que farão grandes prodígios e coisas de espantar, ao ponto de seduzirem, se fosse possível, os próprios escolhidos. (S. MATEUS, cap. XXIV, vv. 4, 5, 11 a 13, 23, e 24; S. MARCOS, cap. XIII, vv. 5, 6, 21 e 22.)


Uma prática que se tornou comum nos nossos dias foi tornar o sacerdócio religioso uma profissão, renumerada(e com salários bem melhores do que a maioria dos trabalhadores), onde é de praxe as práticas de "trabalhos espirituais", realizados a alto valor, por sacerdotes dotados de "poderes especiais…

A Conduta do Professor - O Professor Espírita

Marcus De Mario*

No dia-a-dia da escola, diante dos desafios da vida que invadem a sala de aula, principalmente com relação aos temas como sexualidade, luto, morte, separação, drogas, violência doméstica é possível detectar cinco posturas comuns ao professor do ensino fundamental e médio (e também do ensino superior):

Tentar ignorar os problemas
Diante de questões como drogas, sexualidade, violência e outras, a tendência do professor é ignorar o assunto em sala de aula, ou aplicar um bom sermão para calar qualquer tentativa de abordagem do mesmo, como se isso resolvesse os dramas e indagações dos alunos.

Dizer que não foi preparado para lidar com isso
Embora reconheça a importância das questões apresentadas pelos alunos, declara não ter conhecimento nem preparo pedagógico específico para tratar do tema, e muitas vezes empurra a questão para a coordenação ou a direção da escola.

Fingir que está diante do quadro apenas para passar os conteúdos
Postura comum de grande parte dos professores, ent…

As casas de Umbanda e as casas mistas

Saudações caros irmãos, leitores deste espaço. Devido a tantos questionamentos que recebemos a cerca do assunto, resolvemos fazer algumas colocações neste espaço, esclarecendo algumas coisas à respeito das casas de Umbanda, e as casas mistas, onde se pratica Umbanda, mais um ou dois rituais de diferentes religiões afro dentro do mesmo espaço físico, mas o que é bom esclarecer, é que cada uma é uma religião diferente, e não se misturam, apesar de uma poder conter traços da outra.
Aqui no Rio Grande do Sul, em verdade vemos poucas casas que praticam somente a Umbanda, ou somente Batuque, enfim, normalmente são casas mistas, que praticam mais de uma religião afro no mesmo espaço físico, fato este que não é aceito em outros estados, principalmente no Rio de Janeiro, berço da Umbanda, e demais estados do Brasil. Não é aceito uma casa praticar um ritual como o da Umbanda, muito diferente de ritos como o Batuque do Rio Grande do Sul, ou o Candomblé, dentro do mesmo espaço físico, mesmo não os…

Calendário de sessões para Julho

Novo calendário de sessões para este mês já publicado. Acesse: DIAS DE SESSÕES